Teorias e Metodos, 3

Discutimos hoje os fundamentos da geografia em Ritter e Humboldt. Os principios – entre eles a extensao/localizacao e a analogia.

Uma conclusao foi de que, embora muito popular a versao que ambos eram estimuladores de uma visao fragmentaria da realidade, os dois estudiosos germanicos consideravam a natureza em sua totalidade. A busca de conexao entre os fenomenos exemplifica bem isso.

Houve alguns pontos comicos na aula. Um deles, particularmente, nao posso deixar de registrar. Explicando sobre a preponderancia do objeto frente ao sujeito, ou a desconsideracao do sujeito na pesquisa cientifica de entao, uma colega saiu com a pergunta “e a geografia precisa mesmo de um sujeito?”. De rir. Ou chorar, depende…

-*-

Conversei com o Prof. Edson sobre a ausencia. Indicou que a melhor saida mesmo e’ conversar com os professores. E que a coordenacao, obviamente, nao intervira’. Falta ainda falar com o Jorge e com a Vilma.

-*-

Diz minha lady que nao esta’ bem de saude. E jurei pra mim mesmo que, quando o doutorado sair, eu nao vou ficar aqui sozinho. Nao mesmo.

-*-

Abraco a todos.

agosto 23, 2007. Disciplinário, Teorias e Metodos em Geografia.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

%d blogueiros gostam disto: