O professor e o currículo, Arroyo

Com admirável surpresa que li o texto de Arroyo. Não gostei muito dele em 'Ofício Professor'. Mas o cara, nesse presente (Experiências de Inovação Educativa: o currículo na prática da escola, in: MOREIRA, A.F.B. Currículo: políticas e práticas. Campinas: Papirus, 2001), foi simplesmente formidável. Um tapa na pretensão dos técnicos – quase sempre alheios às dinâmicas pedagógicas no interior das escolas.
Um teco do que fiz hoje, ó:

Como justificativa dos planos interventivos, os técnicos educacionais têm sempre à mão diagnósticos pessimistas. O professor é despreparado, tradicional. O currículo está defasado, antiquado. Com essas constatações, chega-se a uma conclusão: é preciso “definir para esses professores o que fazer e o que pensar” (Arroyo, 2001:135). Grosso modo, uma “cultura tutelar” dos professores.

abril 11, 2006. Currículo.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

%d blogueiros gostam disto: