Iniciando algumas idéias sobre o multiculturalismo no currículo

É interessante perceber as contradições, aparentemente, dos currículos nacionais. Se, por um lado, privilegia a valorização dos aspectos culturais, da diversidade regional, estabelece, por outro, uma seleção de determinados conteúdos como componentes mínimos, desconsiderando, aqui, a premissa anterior.

O Alfredo Veiga-Neto remete a Kant para discutir a origem daquilo que ele chama de orientação machista, européia, judaico-cristã e eurocêntrica do currículo.

Deixa eu raciocinar sobre isso direitinho e definir se é ou não importante estar argumentando sobre esse arrazoado filosófico.

Vamos que vamos.

março 16, 2006. Multiculturalismo.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

%d blogueiros gostam disto: